TJD-MS mantém punição a Maracaju e pode ficar 2 anos fora da competição


Clubes que alegaram dificuldades financeiras para retornar no campeonato sul-mato-grossense de 2020 só poderão disputar competições oficiais em 2023. Ambas as equipes retornarão na Série B do estadual.

O pleno do Tribunal de Justiça Desportiva de Mato Grosso do Sul (TJD-MS) manteve a punição a Corumbaense e Maracaju, deixando as equipes de fora de competições oficiais promovidas pela Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) pelos próximos dois anos, além de pagamento de multa de R$ 1 mil para cada clube. Os times desistiram do estadual na volta da pandemia, alegando dificuldades financeiras causadas por circunstâncias da Covid-19. Tanto Corumbaense quanto Maracaju se apoiaram em um parecer da Secretaria Especial de Esportes do Ministério da Cidadania que orientava as entidades a não punir os clubes que foram prejudicados pela pandemia da Covid-19, para não receberem a sanção prevista no regulamento do campeonato sul-mato-grossense. O TJD, no entanto, entendeu que "a pandemia não deve ser utilizada como justificativa para afastamento dos clubes, ou até mesmo, como excludente de responsabilidade. Isto porque ambos os clubes concordaram com o retorno do Campeonato Estadual e somente nas vésperas das partidas manifestaram pelo abandono da Competição". Por isso, a punição imposta foi a mesma prevista no regulamento da competição.

Os clubes ainda podem recorrer ao Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). Procuradas, as diretorias de Maracaju e Corumbaense não responderam até o momento da publicação desta reportagem.

0 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo