• Redação

Temporada de chuvas vem aí, conheça o transbordo de lixo

  • Clima quente e úmido colabora para reprodução do mosquito transmissor da Dengue, Zica vírus e Chikungunya

De acordo com o Ministério da Saúde em épocas chuvosas, as fêmeas do mosquito encontram mais água parada para fazer a desova, com isso, o número de mosquitos aedes aegypti aumenta e os registros das doenças transmitidas por ele também.




O verão é o período mais adequado para a reprodução do mosquito, já que nesta época, o calor é intenso, as chuvas são mais freqüentes e a umidade do ar fica mais elevada.



Depois de aproximadamente três dias da ingestão do sangue, a fêmea do A. aegypti está pronta para a postura dos ovos. Esses ovos são distribuídos por vários criadouros, mais frequentemente no fim da tarde. Durante sua vida, uma fêmea pode dar origem a aproximadamente 1500 mosquitos.


O ciclo de vida do Aedes aegypti inicia-se após a deposição dos ovos por uma fêmea na parede de um criadouro com água (os ovos não ficam na água, mas bem próximos a ela). Os ovos podem permanecer sem eclodir por um grande período de tempo, aguardando até o próximo período chuvoso. Estudos sugerem que os ovos de A. aegypti resistam por até 450 dias, uma vez que são extremamente resistentes ao ressecamento. A eclosão do ovo ocorre quando a água entra em contato com essa estrutura.




5 visualizações
falta de agua
00:00 / 01:47
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now