Salário médio do motorista carreteiro cai para R$ 1.889,22 no semestre


Entre janeiro e junho desse ano, houve uma queda de quase 7% nas contratações formais


Recuo na média salarial, entre Setembro de 2020 e Agosto de 2021, é confirmado por levantamento baseado nos dados oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador.


Na contramão do crescimento da atividade de transporte e do número de contratações, o salário médio de motoristas carreteiros no Brasil segue recuando. A informação é confirmada por um levantamento realizado pelo site Salario.com.br, com base nos dados oficiais e mais recentes do Novo CAGED (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), eSocial e Empregador Web, referentes a 791.966 salários de profissionais admitidos e desligados pelas empresas. O valor médio tem como base apenas o que é registrado na carteira profissional, ou seja, não inclui, comissões, diárias, horas extras e demais benefícios



De acordo com a pesquisa a dados oficiais do Novo CAGED, eSocial e Empregador Web, um Motorista Carreteiro ganha em média R$ 1.889,22 no mercado de trabalho brasileiro para uma jornada de trabalho de 44 horas semanais.

A sua faixa salarial fica entre R$ 1.724,27 e R$ 2.936,25, levando em conta profissionais com carteira assinada em regime CLT de todo o Brasil.


O perfil profissional mais recorrente é o de um trabalhador com 37 anos, ensino médio completo, do sexo masculino que trabalha 44h semanais em empresas do segmento de Transporte rodoviário de carga, exceto produtos perigosos e mudanças, intermunicipal, interestadual e internacional.



Demanda no mercado de trabalho para o cargo

Motorista Carreteiro é um cargo que está com baixa demanda no mercado de trabalho brasileiro nos últimos meses. Entre janeiro e junho desse ano, houve uma queda de quase 7% nas contratações formais com carteira assinada em regime integral de trabalho.

O salário de Motorista Carreteiro concursado é de R$ 1.602,88 para uma jornada de 41 horas semanais, segundo dados de 120 profissionais contratados por concurso público para órgãos municipais, estaduais ou federais.


A remuneração no setor público é em torno de 15% a menos do que a média salarial do setor privado. Porém existe a estabilidade e jornada de trabalho menor.

Lembrando que quando um Motorista Carreteiro é concursado e contratado como agente público, ele também entra como regime CLT, ou seja, ele poderá exercer a função como emprego público na administração direta ou indireta, em empresas públicas, sociedades de economia mista e em fundações públicas de direito privado.


28 visualizações0 comentário
Fotos
Fotos

press to zoom
Fotos
Fotos

press to zoom
1/1