• Redação

PMA autua 17 pessoas e aplica R$ 18,3 mil em multas durante operação Semana Santa em MS



Campo Grande (MS) – Dezessete pessoas foram autuadas em Mato Grosso do Sul por infrações ambientais durante a Semana Santa, informa publicação da Polícia Militar Ambiental (PMA), que realizou operação entre às 8h de quarta-feira (23) às 8h desta segunda-feira (28). 320 militares participaram das ações de fiscalização.

Ainda conforme a polícia, o foco da operação foi prevenir a pesca predatória, uma vez que o número de turistas de outros estados e de Mato Grosso do Sul aumenta significativamente nos rios neste período de feriado prolongado, especialmente, devido a tradição religiosa de se comer carne de peixe durante a Semana Santa.

Foram também desenvolvidas barreiras e combate ao desmatamento, poluição, extração ilegal de madeira, carvoarias irregulares e outros crimes ambientais contra a flora e a fauna, inclusive com visitas preventivas às propriedades rurais. Equipes da sede (Campo Grande) trabalharam itinerantes, em fiscalização nos rios Paraguai, Anhanduí, Pardo, Aquidauana, Miranda, Piquiri, Correntes e Taquari, bem como por terra fiscalizando todos os tipos de crimes e infrações ambientais. Reforçaram também Subunidades do interior.

Durante a operação foram 17 autuados. À exceção de dois presos por tráfico de drogas e uma autuação por desmatamento ilegal e uma por poluição, devido a lançamento de esgotos ilegalmente, todas as infrações foram relativas à pesca. Dos 14 autuados pela infração de pesca ilegal, três foram presos por pesca predatória e 12 autuados por pescar sem licença, o que não é crime, mas somente infração administrativa.

Os números de autuados foram menores do que os registrados na operação passada (17 e 26 na passada). Porém, a quantidade de pescado apreendida foi mais do que o triplo à operação passada. Foram 163 kg, contra 50 kg da operação passada. Ressalta-se, que dos 162 kg contados como apreendidos, 121 kg estavam presos a petrechos ilegais do tipo redes de pesca, anzóis de galho e espinheis e, por estarem vivos, foram soltos nos rios.

Com relação aos petrechos de pesca proibidos, as apreensões de redes de pesca se destacaram, com 38 redes apreendidas, enquanto na operação passada foram 21. Destacam-se os tamanhos das redes, que mediram 4 km ao todo.

As multas aplicadas nesta operação foram semelhantes à operação passada, com R$ 18.320,00 e R$22.280,00 na operação passada. Multas com valores diferentes entre as operações dependem dos tipos de ocorrências, pois alguns tipos inflacionais ambientais como poluição, desmatamento, extração ilegal de madeira, incêndio e transporte ilegal de produto perigoso preveem multas mais altas do que a pesca predatória, por exemplo.


Com relação aos crimes de natureza comum, foram presos dois traficantes transportando 24,4 kg de cocaína.

Números totais das operações Semana Santa entre 2005 a 2016:

Apreensões/Autos200520062007200820092010201120122013201420152016

Auto de Infração302334272516184717182617

Pescado apreendido (Kg)166102,5238218415,62471233627624950163

Carne animal silvestre (Kg)––––––21––0100

Motores de Popa0504050503020273343

Freezer–––—––01––010

Tanques/motor02020501–020273343

Lanchas/c/motor–––––––31000

Barcos0502040501020273343

Chalana–04–––––––000

Madeira (Palanques)600––––50–––000

Madeira Lascas–—–––––200–000

Madeira Serrada (m³) 15,500

Molinetes06400505100558651610

Carretilhas––––––––2286

Caniços–––––––92222

Armas01070303030204–1030

Caça––––––3–1010

Cerâmica fechada––––––––1000

Incêndio––––––––1<

Assessoria de Comunicação da PMA.


0 visualização
Contrate nossa cobertura
PATROCÍNIO
  • Facebook - Black Circle
  • YouTube - Black Circle
  • Instagram - Black Circle

Nosso Whatsapp

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now