Maracaju está no grupo de risco da dengue



O LIRA, Levantamento Rápido do índice do mosquito Aedes Aegypti, aliado no combate contra a dengue, realizado de dois em dois meses, este ano em virtude da pandemia do Corona Vírus ficou até seis meses sem ser realizado; isso de acordo com Mario Zan Queiroz Coordenador do Departamento de Endemias. O resultado do LIRA realizado de 9 a 13 de novembro de 2020 em Maracaju, apresentou um índice de 1.8 o que é considerado de risco. Foram registrados e notificados 724 casos. Mario disse, que o que mais preocupa é aproximação dos dias de chuva com a chegada do verão a tendência é aumentar os números se a comunidade não se descuidar e fazer a sua parte que é cuidar do quintal pelo menos uma vez por semana. “Esse número era para estar bem menor, mas a população descuidou, acha que é obrigação dos agentes, nos somos orientadores e colaboradores a limpeza de quintais e terrenos é do proprietário ou morador”, disse Mario. Ele apontou um novo agravante, além da aproximação do verão e das chuvas, é que oito áreas ficaram desprotegidas em Maracaju, cerca de 5.905 residências não terão visitas em virtude do fim do contrato com os agentes, e que esses contratos só serão reativados em janeiro 2021. ASSESSORIA maracaju.ms.gov.br/

10 visualizações0 comentário

1/1

1/1
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now